quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011


Como, por vezes, me sinto exausta por aturar certas atrocidades que (me) dizem.
Faz-me sentir a necessidade de fazer uma pausa no meio da rua, de todos.
Fico pasma e consequentemente estupfacta.
Mas que posso fazer? Cada um é como é. O ser humano é um bicho mesmo estranho.

Enviar um comentário