sábado, 19 de fevereiro de 2011

assim é e para sempre será

Cada vez gosto mais de cuidar do que é meu, do que não é, do que poderá vir a ser e do que nunca foi.
Gosto de cuidar no sentido de dar valor, ao que faço e ao que os outros fazem.
Serei sempre assim, cuidadosa, cautelosa e amiga de tudo o que me rodeia de bom.
Tudo nas minhas mãos é como se fosse algo frágil, de valor incompreensível. E ainda bem que assim o é, para bem de todos.


Enviar um comentário