sábado, 12 de março de 2011

Não pode, nem tem de ser assim

Porque tudo o que me leva a querer uma coisa, é por mim, não pelos outros.
Não vale a pena dizerem o que tenho de fazer, como seguir em frente, como ter um futuro brilhante, porque nada será suficientemente bom para mim se eu não gostar do que faço.
O que menos quero é desistir. O futuro assusta-me, tanto que penso que se um dia não conseguir chegar ao que estou a fazer, possa querer ou pensar em desistir.
Não vai ser assim, o futuro é meu, tenho tempo de lá chegar. As escolhas são minhas e se forem erradas, não posso remediá-las mas fazer outras, até que seja realmente feliz com elas.



Enviar um comentário