sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Foi um grande dia




Pois claro, todos os dias são grandes quando não são passados em casa.
Foi andar até não poder mais. Tentar chegar ao Palácio da Pena a pé, chegar a meio caminho e voltar para trás para apanhar o autocarro (que por acaso é 5 euros). Chegar lá, perceber que iriamos gastar mais 5 euros e pensar 'não acredito que chegámos aqui para nada'. Caminhar à procura de um bom spot para a sessão fotográfica, subir os metros de pedra e terra rodeados de àrvores, sujar os pés (sim, que eu sou tão burra que fui de sandálias) e ainda instalarmo-nos para assim fotografar.
Maquilhagem, roupa, acessórios, câmara, ambiente: tudo em ordem para começar.
Almoçar às 15:30 da tarde, não por falta de fome, mas sim por distração.
Depois de vários cenários encontrarmos, de milhentas fotografias tiradas, chegou a hora da retirada. Não viamos a hora de entrar no comboio e por fim descansar os pés.
Foi um dia em cheio que acabou com um telefonema POUCO ameaçador da minha mãe, que pensa que uma ida a Sintra, é uma ida ali ao Babilónia.

P.S.: ah, e afinal não estiquei o cabelo :b ao natural ficou muito melhor.

Enviar um comentário