quinta-feira, 29 de abril de 2010

Agora vai ser a doer

Vai chegar o dia, em que não mais vou querer sair da cama, nem sequer para fazer o que mais ninguém poderá fazer por mim. Vão puxar-me pelos pés e eu, vou berrar, espernear e dizer 'NÃO! NÃO VOU SAIR DAQUI, NEM MORTA!'
Só de pensar que tenho exercícios de geometria à minha espera, milhares deles. Estudar, estudar, estudar, geometriaaa! Que cruz. Ou atino com isto de vez, ou finjo-me de morta, ai finjo finjo!
Enviar um comentário