segunda-feira, 10 de outubro de 2011

sentes a minha falta como eu sinto a tua.
mimas-me como te mimo.
respondes-me da mesma maneira que eu a ti.
és delicada e amorosa como só tu sabes ser.

10 comentários:

Catarina disse...

Oh querida, obrigada (:
Eu sei que sim, que temos que arranjar sempre força dentro de nós para não nos deixarmos ir abaixo. Mas quando sinto que quando tenho as coisas mais ou menos controladas e sei exactamente o que quero, algo acontece, pode até ser uma coisa mínima, mas muda o meu mundo e as minhas certezas de pernas para o ar.
Não sei o que quero nem o que me faz realmente feliz, por vezes já nem sei mesmo quem sou... E isso deixa-me pior do que já possa estar, querida.

Anónimo disse...

Tenho um selinho para ti, no meu blog. Beijinho*

Niqui disse...

Ainda bem que há pessoas dessas, se é que me entendes ;)

Catarina disse...

Eu sei querida, mas parece um pouco difícil imaginar neste momento que algo de bom ou de diferente possa acontecer na minha vida. Sinto-me um pouco pessimista, como disseste à pouco. Não acredita muito em algo bom ou diferente ou numa luz ao fundo do túnel. Estou um pouco desmotivada, mas acredito que seja provisório. Muito obrigada querida! *

Jane disse...

Adoro gatos!

© hurricane disse...

adorei! <3

© hurricane disse...

de nada e muito obrigada! :p

Niqui disse...

Sim, estava.

ines disse...

um obrigada muito grande

Bárbara Silva disse...

- pois, infelizmente x: