sábado, 21 de maio de 2011

Não me sai da cabeça

Quando temos a certeza de que queremos alguma coisa, fazemos de tudo para conquistá-la. É assim que estou a sentir que devo fazer, conseguir e lutar pelo que realmente quero. Venha quem vier, nada me vai demover da minha vontade. Posso chorar, fazer birra, ficar triste e chateada, mas ninguém me vai fazer desistir do que mais quero. Não é só uma vontade, é uma obrigação e se não conseguir concretizá-la, já sei como vai ser, vou desistir de tudo, vou-me a baixo completamente. Sem necessidade nenhuma de me proibirem do que quer que seja, vão ter de reconsiderar, uma, duas ou três vezes, as que forem precisas até eu ouvir um 'sim'. Quando tiver o que quero, vou agradecer, mas não vou esquecer o que fiz para o conseguir. É sempre assim, que maçada.

Enviar um comentário