sábado, 22 de janeiro de 2011

Nunca mais começa o dia


Não consegui dormir, a ansiedade era imensa.
A vontade de saltar da cama lutava contra o sono que estava a sentir. O sorriso não me saía dos lábios nem por um segundo. Nem as duas razões para me sentir orgulhosa de mim mesma evaporavam da minha mente.
E vai ser assim, pelo menos até Abril.
:D


Enviar um comentário