sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

O que foi e o que está para ser

Mais um ano que vai passar, mais um ano que aí vem, mais uma vez irei dizer 'ano novo, vida nova' e mais uma vez vai continuar tudo igual (pelo menos em algumas coisas).
Neste ano perdi e ganhei muita coisa. Perdi amigos, perdi a pessoa mais importante da minha vida, perdi membros da família e pior que isso, perdi a vontade que tinha de ser feliz. Contudo, ganhei amigos verdadeiros que me fizeram voltar ao meu estado normal, a voltar a ser o que era e até a ser melhor do que alguma vez fui. Nunca me tiraram o sorriso da cara, nunca deixaram de me levantar quando caí, nem de me dar o abraço e o beijo matinal e ao fim do dia, que me fazia feliz, por muito normal que possa parecer.
Foi o ano do sofrimento, das desilusões, das lágrimas e do ódio, mas também o ano das aventuras, da descoberta, das experiências, do lutar e do 'sobreviver'. O ano em que percebi que não preciso de alguém que me diga o que fazer, como reagir, o que sentir, sei fazê-lo sozinha, sou independente embora presa no meu próprio lar. Sou livre por dentro, tenho a consciência limpa e sou feliz assim. Devo isto a todas as pessoas que nunca desistiram de mim e que, sobretudo, acreditam que sou capaz de muito e me dizem que sou a pessoa mais forte que alguma vez conheceram.
Muito obrigada por todas aquelas palavras, actos e momentos que me levaram a querer viver só para vos ter do meu lado.
Quanto a 2011, espero que seja muito melhor que 2010, espero já ter a carta, começar a trabalhar e (finalmente) sair daquela escola e ir para a faculdade e espero voltar a Tomar com os melhores.
Vai ser um ano de surpresas, muita festa, alegria e principalmente muita amizade.
Feliz ano novo e boas entradas.
Enviar um comentário